O candidato ao governo de Minas Gerais, pelo partido Novo, Romeu Zema esteve em Poços de Caldas nesta quarta-feira (19) cumprindo agenda política.

Zema chegou na cidade no início da tarde, e almoçou em um restaurante no centro. Depois disso ele realizou uma caminhada na área central para ter um contato e ouvir as demandas da população.

Por volta de 16h ele foi até o edifício Manhattan, onde participou de uma reunião e depois concedeu entrevista coletiva aos jornalistas. Zema aproveitou para se apresentar às pessoas que participaram do evento, responder dúvidas frequentes e apresentar suas propostas ao governo. De acordo com o candidato, as demandas em Poços de Caldas e no Sul de Minas são as mesmas que no restante do estado, e a principal reivindicação da população é a falta de empregos.

Ele falou também sobre desafios que espera enfrentar caso seja eleito o novo governador de Minas Gerais, como o alto custo do legislativo e do judiciário. Citou como exemplo os vereadores de Belo Horizonte, que possuem 21 assessores de imprensa cada, e de Uberaba, que possuem 16 e diz que quer resolver diversas coisas fora da alçada do executivo, primeiramente dando o exemplo.

Para finalizar ele falou de propostas para Poços de Caldas nas áreas da saúde e do turismo. “O que nós vamos fazer é enxugar gastos e desperdícios no estado como nunca foi feito na história, de forma que possamos assumir os compromissos que não estão sendo feitos com a Prefeitura, além disso o que queremos é concluir as obras de nove hospitais regionais que estão paralisadas no estado”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here