Nesta quarta, 1, a partir de 8 da manhã, será realizado mais um drive thru de vacinação, na Rodoviária. A ação é uma novidade na Campanha Nacional contra a Influenza deste ano, como parte dos esforços para evitar a aglomeração de pessoas neste período de contenção do Novo Coronavírus – Covid 19. Na primeira edição do drive, realizada na semana passada, foram cerca de 1.200 doses aplicadas em poucas horas. Para esta quarta, 1, são 1.500 doses destinadas a ação. “O drive foi um grande sucesso, as pessoas compareceram, as pessoas participaram e nos cobraram uma nova realização e assim estamos fazendo nesta quarta, com um pouco mais de doses. Nossas equipes estão empenhadas e temos certeza que será mais uma importante ação deste trabalho de imunização”, comentou o secretário de Saúde, Carlos Mosconi. Para a vacinação no drive, é importante ir com roupa que facilite a aplicação da vacina no braço e é recomendável que o idoso esteja acompanhado de apenas uma pessoa no carro, dentro desta orientação de evitar a aglomeração. Além disso, idosos com quadro de síndrome gripal, ou que estejam em quarentena indicada por médico não devem se vacinar neste momento. O atendimento na Rodoviária, será nesta quarta, 1, das 8h às 17h, ou enquanto houver doses disponíveis.

Vacinação nos Postos

Organização para distanciamento fez parte do atendimento.

Nesta terça, 31, 5.470 doses foram distribuídas em 25 pontos de atendimento. A novidade foi a inclusão da Unidade Básica de Saúde Maria Imaculada. Luiz Antônio, 73 e Ana Maria, 69, foram cedo para a vacinação. “Aqui perto de casa ficou bem melhor”. Na UBS Country Club, o movimento também foi intenso desde o início da manhã. “A fila foi grande, mas foi tudo muito organizado e o atendimento bem rapidinho”, contou a dona de casa Maria Aparecida Xavier, 63. No final da manhã, as doses se esgotaram também na Policlínica Central. “Ótimo atendimento, muito bom mesmo”, elogiou Izabel Ferreira Machioni, 76, após receber a vacina. O secretário adjunto de Saúde, Flávio Togni de Lima e Silva, acompanhou a vacinação em algumas unidades, na manhã desta terça. “Todas as nossas equipes estão de parabéns pelo trabalho desempenhado nesta Campanha que acontece em meio a um cenário totalmente diferente. É muito importante que a população mantenha a calma, porque novas doses chegarão para a continuidade da imunização que vai até 22 de maio”. A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza teve início no último dia 23 e segue exclusivamente para idosos e profissionais de saúde, até a segunda semana de abril. Em Poços, o Serviço de Imunização estima o atendimento de mais de 24 mil pessoas nesta fase, sendo aproximadamente 20.600 idosos e 3.500 profissionais de Saúde. As Campanhas fazem parte do Programa Nacional de Imunização – PNI. O Ministério da Saúde adquire as doses, encaminha aos Estados que, por sua vez, fazem a distribuição aos municípios. Poços faz parte da Regional de Saúde de Pouso Alegre.

Campanha contra a Influenza

Cerca de 16 mil idosos já foram imunizados em Poços.

A Campanha de Vacinação que era prevista para abril, foi antecipada pelo Ministério da Saúde, com o objetivo de imunizar públicos mais vulneráveis ao Novo Coronavírus – Covid 19 e assim facilitar o processo de diagnóstico. A priorização dos idosos nessa primeira etapa, mesmo diante da não eficácia da vacina de Influenza contra o Coronavírus, é uma forma de auxiliar os profissionais de saúde a descartarem as influenzas na triagem e acelerarem o diagnóstico para a Covid 19. Além disso, estudos e dados apontam que casos mais graves de infecção por Coronavírus têm sido registrados em pessoas acima de 60 anos. A dose da vacina contra a Influenza imuniza contra os três subtipos do vírus da gripe, conforme determinação da OMS/ Organização Mundial de Saúde: A/H1N1, A/H3N2 e Influenza B. A vacina é contraindicada para pessoas com história de reação anafilática prévia em doses anteriores ou que tenham alergia grave relacionada ao ovo de galinha e derivados.

Calendário de Vacinação

A partir de 16 de abril, as doses passam a estar disponíveis também, para: professores das escolas públicas e privadas; profissionais das forças de segurança e salvamento; portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras; além de pessoas com condições clínicas especiais. Já a partir do dia 9 de maio, a vacinação tem início para crianças de 6 meses a menores de 6 anos; gestantes; puérperas; povos indígenas; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade; funcionários do sistema prisional e adultos de 55 a 59 anos de idade. A mudança no público deste ano é a ampliação desta faixa etária.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here