Na última terça-feira,  mais um apagão causou revolta a consumidores de Poços de Caldas. O caso foi registrado por volta das 19h30 e seguiu até quase 20h30. Uma Nota de Esclarecimento emitida pelo Departamento Municipal de Eletricidade – DMED, informou que o problema foi de fato em uma subestação da distribuidora, e que devido a supostas melhorias que estão sendo realizadas, uma falha ocasionou o apagão.

Acontece, que muita gente tem ou já teve problemas em casa por essas falhas, e eu não estou falando de medo de escuro… Mas sim, de eletroeletrônicos que queimam nesses picos.

MAS E AÍ? QUEM PAGA O PATO?

De acordo com o Departamento Municipal de Eletricidade, o consumidor pode protocolar uma reclamação in loco, ou via 0800, para solicitar o reembolso de um equipamento que queimou devido ao apagão.

A pessoa tem ate 90 dias para fazer a reclamação formal, e neste período uma análise será feita na própria residência, junto ao equipamento queimado, para averiguação se o mesmo estragou, devido a falha da fornecedora.

Se constatado for, o DME oferece o reembolso no valor do eletro.

Basta saber se na prática é tudo “tão simples” quanto aparenta ser…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here