Na última sexta feira (26), foi realizado em Poços de Caldas, o show da conhecida cantora, “Rainha da Sofrência”, Marília Mendonça. Até aí tudo bem…  Mas o sofrimento ficou, mais uma vez, para os moradores da região sul de Poços de Caldas. É que, de novo, o horário permitido pela prefeitura foi excedido.

O chefe de fiscalização da secretaria de serviços públicos, Flávio Ortega, responsável pela liberação de shows e até permissão para realização de eventos desta natureza, chegou a registrar um Boletim de Ocorrências em uma unidade da Polícia Militar na área externa do show.

A organização teria sido um pouco “Infiel”. O horário liberado e acordado com o setor era até à meia noite, sendo que como consta no B.O., o show foi encerrado às 02:15 de sábado. Um homem de 26 anos, também chegou a realizar registro na Polícia Militar por perturbação do trabalho ou sossego alheios.

E se levanta a grande questão: “De quem é a culpa”? Pois bem, atualmente não existe na cidade um espaço apropriado como um centro de eventos para realização de festas e shows desta magnitude. A atual administração até chegou a cogitar a possibilidade e viabilidade de um local para que tudo pudesse ser realizado, mas o fator financeiro é sempre o principal empecilho.

O último show que teve tal problema na cidade foi o show do DJ Alok. Na ocasião, o evento teve o horário excedido, segundo Boletim de Ocorrências, em uma hora e dez minutos. Por ter ultrapassado o horário combinado a organização foi multada em R$ 7.460,00.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here