Aconteceu na tarde desta quarta-feira, uma coletiva para a imprensa na sede do Departamento Municipal de Água e Esgoto. O motivo da convocação, uma suposta denúncia, quanto a contaminação da água tratada em Poços de Caldas, e a possibilidade de um alto teor de radioatividade.

Segundo consta na denúncia que foi publicada em um blog de notícias de Poços de Caldas, haveria a possibilidade de que 60% da população estivesse tomando água nociva à saúde.

Confira:

Foto: Reprodução Poços Digital
Fonte: blogdopolli.com.br

Frente a tal difusão, o Diretor Presidente do Departamento, Paulo César Silva, afirma ser uma denúncia inverídica e muito perigosa.

“Essa denúncia prejudica todo o trabalho desempenhado por nossa equipe. É uma falácia absurda, tanto que nós temos todos os estudos que comprovam a qualidade da água em Poços e que atestam não haver danos à saúde dos moradores.”

Ainda de acordo com o atual diretor, ensaios são feitos diariamente justamente para comprovar a qualidade da água.

“Nós fazemos ensaios diários com nossa equipe, que comprovam a qualidade e além disso uma empresa terceirizada é contratada para que estudos mais aprofundados sejam desenvolvidos. Técnicos da empresa vêm até Poços, coletam amostras e as levam para análise, nunca houve nenhum problema.”

De acordo com os números apresentados pelo DMAE, a empresa Bioética comprovou que os índices de urânio estão: menores que 0,01 enquanto se é aceitável até 0,03.

Confira os dados da última análise encomendada:

Dados fornecidos em coletiva pelo DMAE.

“Há radioatividade em nossa água, mas nada que seja nocivo para a saúde de todos. E frente a esta temerária denúncia, sem fundamento, o departamento jurídico da autarquia, já foi acionado e os denunciantes deverão responder judicialmente.” Finaliza o Diretor.

Paulo César Silva, diretor presidente DMAE.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here