Na última semana, a equipe da Comissão de Controle de Infecções Hospitalares da Santa Casa (CCIH) e o diretor técnico do Hospital, Dr. Alberto Volponi, fizeram o acolhimento de cerca de 30 alunos do curso de Medicina da Puc Poços de Caldas. São estagiários do segundo para o terceiro ano, que vão frequentar as áreas mais básicas do Hospital. 

“É um estágio mais de observação para que eles tenham um pouco de contato com a realidade do Hospital. Eles vão atuar na área de obstetrícia, na área de cirurgia, anestesia, clínica médica e pediatria. Fizemos um treinamento com eles na parte de CCIH mostrando a importância do comportamento dentro do Hospital em relação ao cuidado com a higiene, para não passar uma infecção de um paciente para outro e a proteção para eles mesmo”, explica o Dr. Alberto Volponi.

O médico infectologista, Dr. Mário Krugner, responsável pela CCIH do Hospital, destaca a importância desse acolhimento para que haja segurança, tanto para os pacientes quanto para os próprios estagiários. 

“Trata-se de acadêmicos que ainda estão no começo do curso, nas áreas básicas da Medicina e agora está sendo o primeiro contato deles com o ambiente Hospitalar, que é possivelmente onde eles vão trabalhar para o resto da vida. É uma coisa diferente de estar na faculdade, então, temos que ter os cuidados e precauções necessária. Por isso, nessa abordagem, a gente passou pra eles a importância da higienização das mãos, o que é um germe multirresistente, o respeito aos isolamentos, para que eles fiquem seguros aqui e também transmitam seguranças a todo ambiente”, relata Dr. Mário Krugner.      

Serão dois estagiários em cada setor. Na Oncologia ficarão as alunas Rafisah Sekeff Simão Alencar e  Larissa Bispo Alves Santos, que estão muito ansiosas por esse contato com os pacientes e com o Hospital. “É o momento que a gente se sente realmente médica, quando vemos a teoria, do que a gente está estudando, na prática. É uma mistura de ansiedade e felicidade. A Oncologia é uma área que eu e a Lari pretendemos seguir. Pretendo usar esse momento para conhecer melhor, para ver se é realmente isso que quero para minha vida”, diz Rafisah.   

“Nós temos um grupo de estudos voltados a oncologia, nos identificamos com o tema. Ainda é cedo para especialização, mas a gente se identifica muito com a área e pretendemos conhecer mais. Foi importante a palestra da CCIH para entendermos a importância de lavar bem as mão, porque, principalmente aqui na Oncologia, que vão ter pacientes mais suscetíveis, é bom a gente entender como tudo funcional, para estarmos aqui para ajudar e não atrapalhar”, completa Larissa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here