Na próxima terça-feira, dia 10 de março, Poços de Caldas vai sediar o II Seminário sobre Enfrentamento da Violência Contra a Mulher, que terá como tema “Entendendo o fenômeno”. O evento acontece das 8h às 18h, no Espaço Cultural da Urca, com a presença de especialistas na temática e atores dos serviços que atendem mulheres vítimas de violência no município. O evento marca a programação voltada para o Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março.

O seminário é aberto ao público e as inscrições devem ser realizadas gratuitamente pelo link bit.do/seminariodamulher. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3697-3022.

O II Seminário sobre o Enfrentamento da Violência contra a Mulher é uma realização da Rede Mulher e Gêneros, Associação Fonte de Vida Nova e Secretaria Municipal de Promoção Social, com apoio da diretoria regional da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (SEDESE).

O objetivo do encontro é promover o debate de forma a fortalecer o trabalho intersetorial junto às mulheres que vivenciam situação de violência na cidade, buscando a promoção dos direitos deste público, bem como criar estratégias conjuntas para o protagonismo e o empoderamento feminino.

“O debate sobre essa temática é fundamental para promovermos a sensibilização da comunidade. Além disso, os seminários são momentos de troca de experiências e de reflexões fundamentais para o aprimoramento constante dos atores que trabalham com este público”, destaca a secretária municipal de Promoção Social, Luzia Teixeira Martins.

I Seminário sobre Enfrentamento da Violência Contra a Mulher foi realizado em novembro de 2019 (Foto: Nayara Carvalho).

Palestrantes
Andréa Marques Benetti: mestre em Educação pela Universidade Federal de Alfenas, pedagoga e pesquisadora de gênero, movimentos sociais e educação, é professora da Rede Municipal de Ensino de Poços de Caldas.
Palestra: Gênero, movimentos sociais e enfrentamento à violência.

Marta Gouveia de Oliveira Rovai: professora adjunta da Unifal, com pós-doutorado pela UFF, membro da Rede Brasileira de História Pública.
Palestra: Mulheres e Transcidadania: o direito de existir.

Angela Borges de Carvalho Campos: ginecologista, mestre em Ginecologia e Obstetrícia, professora do curso de Medicina da PUC Poços de Caldas.
Palestra: Violência Obstétrica.

Maria Elisa Braga: assistente social formada pela PUC/SP e mestre em Serviço Social. Trabalhou por 23 anos no atendimento à violência contra a mulher no CRM/Casa Eliane de Grammont. Professora universitária por 34 anos, lecionou disciplinas como Relações de Gênero e Ética Profissional.
Palestra: Patriarcado, machismo e violência contra a mulher.

Programação:
8h – Inscrições
8h30 – Mesa de Abertura
9h – 1ª Palestra “Mulheres e Transcidadania: o direito de existir”
9h45 – Debate
10h30 – 2ª Palestra “Violência Obstétrica”
11h15 – Debate
12h – Intervalo
13h – 3ª Palestra “Patriarcado, machismo e violência contra a mulher”
14h – Debate
15h – Café
15h30 – 4ª Palestra “Gênero, movimentos sociais e enfrentamento à violência”
16h15 – Debate
18h – Encerramento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here